Quinta-feira, 16 de Julho de 2009

O BOSQUE

Tempos atrás, eu era vizinho de um médico, cujo "hobby" era plantar árvores no enorme quintal da sua casa. Às vezes, observava da minha janela o seu esforço para plantar árvores e mais árvores, todos os dias. O que mais chamava a atenção, entretanto, era o facto de que ele jamais regava as plantas que plantava. Passei a notar, depois de algum tempo, que as suas árvores estavam demorando muito para crescer. Certo dia, resolvi então aproximar-me do médico e perguntei se ele não tinha receio de que as árvores não crescessem, pois percebia que ele nunca as regava. Foi quando, com um ar orgulhoso, ele me descreveu a sua fantástica teoria.
Disse-me que, se regasse as plantas, as raízes se acomodariam na superfície e ficariam sempre esperando pela água mais fácil, vinda de cima. Como ele não as regava, as árvores demorariam mais para crescer, mas as raízes tenderiam a alastrar para o fundo, em busca da água e das várias fontes nutrientes encontradas nas camadas mais inferiores do solo.

Essa foi a única conversa que tive com aquele meu vizinho.
Logo depois, fui morar em outro país, e nunca mais o encontrei.
Vários anos depois, ao voltar do exterior fui dar uma olhada na minha antiga residência. Ao aproximar-me, notei um bosque que não havia antes. Meu antigo vizinho havia realizado o seu sonho!
O curioso é que aquele era um dia de um vento muito forte e gelado, em que as árvores da rua estavam arqueadas, como se não estivessem resistindo ao rigor do inverno.
Entretanto, ao aproximar-me do quintal do médico, notei como estavam sólidas as suas árvores, praticamente não se moviam, resistindo implacavelmente àquela ventania toda. Efeito curioso, pensei eu...As adversidades pela qual aquelas árvores tinham passado, tendo sido privadas de água, pareciam tê-las beneficiado de um modo que o conforto do tratamento mais fácil jamais conseguiria.

Todas as noites, antes de ir me deitar, dou sempre uma olhada nos meus filhos. Debruço-me sobre as suas camas e observo como têm crescido. Frequentemente, rezo por eles. Na maioria das vezes, peço para que as suas vidas sejam fáceis:

"Meu Deus, livre meus os filhos de todas as
dificuldades e agressões deste mundo"...
Tenho pensado, entretanto, que talvez
seja hora de alterar as minhas orações.

Essa mudança tem a ver com o facto de que é inevitável que os ventos gelados e fortes nos atinjam e aos nossos filhos.
Sei que eles encontrarão inúmeros problemas neste mundo tão conturbado.
Sempre haverá uma tempestade, ocorrendo em algum lugar.
Portanto, pretendo mudar as minhas orações.
Farei isso porque, quer nós queiramos ou não, a vida não é muito fácil. Ao contrário do que tenho feito, passarei a orar para que meus filhos cresçam com raízes profundas, de tal forma que possam retirar energia das melhores fontes, das mais divinas,
que se encontram nos locais mais remotos.
Oramos demais para termos facilidades, mas na verdade o que precisamos fazer é pedir para desenvolver raízes fortes e profundas, de tal modo que quando as tempestades chegarem
e os ventos gelados soprarem, resistiremos bravamente,
ao invés de sermos subjugados e varridos para longe.

 

publicado por saozinhasimoes às 13:58
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 30 de Maio de 2009

ACTO DE AMOR

 

Esta é a história de uma mãe que voltou para casa após um árduo dia de trabalho. A sua filha apareceu na porta de casa e correu para abraçá-la.

- Mamãe, mamãe, hoje aconteceram muitas coisas e quero contar-te tudo o que aconteceu.

Depois de ouvir algumas frases, a mãe fez um gesto indicando que ouviria o restante da história mais tarde, porque precisava preparar o jantar. Durante a refeição, o telefone tocou, e a mãe teve de ouvir outras histórias da família, mais longas e contadas em voz mais alta que a da menina. Depois que a cozinha foi arrumada e as dúvidas sobre os deveres de casa de seu irmão foram solucionadas, a menina tentou novamente contar as novidade à mãe, mas já havia chegado a hora de ir para a cama.

A mãe dirigiu-se ao quarto da filha para ajeitar as cobertas e ouviu-a rezando. Quando ela se curvou para afagar os seus cabelos encaracolados e beijar-lhe o rosto, a menina olhou-a e perguntou:

- Mamãe, amas-me mesmo quando não tens tempo para me ouvir?

 

publicado por saozinhasimoes às 02:06
link do post | comentar | favorito
Domingo, 24 de Maio de 2009

A VIDA QUE LEVAMOS

A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando se vê já é sexta-feira!
Quando se vê, já é Natal...
Quando se vê o ano terminou...
Quando se vê, passaram 50 anos!

Agora é tarde demais para ser reprovado...
Se me fosse dado, um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria deitar fora pelo caminho a casca dourada e inútil das horas...
Seguraria o amor, que está à minha frente

e diria que eu o amo...

Desta forma, eu digo: não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo.
Não deixe ter pessoas ao seu lado por puro medo de ser feliz.
A única falta que terá, será a desse tempo que infelizmente nunca mais voltará

 

publicado por saozinhasimoes às 15:41
link do post | comentar | favorito
Domingo, 17 de Maio de 2009

UM ANJO PASSOU POR AQUI



Só passei para saber ...

Da sua saúde
Esperando sempre que esteja bem,

Da sua casa
Rezando para que esteja em Paz,

Da sua família
Esperando que esteja em harmonia,

Do seu trabalho
Desejando um enorme progresso,

Dos seus problemas
Para que encontre uma solução,

Das suas finanças
Aspirando que prospere,

Da sua vida sentimental
Torcendo para que tenha um amor,

Das suas preocupações
Pedindo a DEUS que encontre tranquilidade,

Se sente sozinho(a) tomara que perceba que estou sempre aqui,

Se sente em total abandono quero que encontre apoio na FÈ,

Só passei para te desejar
Bom dia...
Boa tarde...
Boa noite....

E para que saiba que estará sempre acompanhado(a) pelo bom pensamento deste anjo,

E se ainda assim tudo lhe parecer escuro e sentir que nada posso fazer,

Saiba assim mesmo que sempre rezarei por si!

Até sempre...

 

publicado por saozinhasimoes às 17:55
link do post | comentar | favorito
Domingo, 26 de Abril de 2009

TER MAIS CONFIANÇA NAS NOSSAS CRIANÇAS

Certa lenda conta que estavam duas crianças patinando em cima de um lago congelado. Era uma tarde nublada e fria e as crianças brincavam sem preocupação. De repente, o gelo se quebrou e uma das crianças caiu na água. A outra criança vendo que seu amiguinho se afogava debaixo do gelo, pegou uma pedra e começou a golpear com todas as suas forças, conseguindo quebrá-lo e salvar seu amigo.

Quando os bombeiros chegaram e viram o que havia acontecido, perguntaram ao menino:
- Como conseguiste fazer isso? É impossível que tenhas quebrado o gelo com essa pedra com as tuas mãos tão pequenas!

Nesse instante apareceu um ancião e disse:
- Eu sei como ele conseguiu! Não havia ninguém ao seu redor para lhe dizer que ele não seria capaz.

 

publicado por saozinhasimoes às 15:56
link do post | comentar | favorito
Domingo, 19 de Abril de 2009

ENVELHEÇO QUANDO...

 

 
Envelheço quando me fecho para as novas ideias e me torno radical.

Envelheço quando o novo me assusta. E minha mente insiste em não aceitar.

Envelheço quando me torno impaciente, intransigente e não consigo dialogar.

Envelheço quando o meu pensamento me abandona. E quando volta sem nada a acrescentar.

Envelheço quando muito me preocupo e depois me culpo porque não tinha tantos motivos para me preocupar.

Envelheço quando penso demasiadamente em mim mesmo e consequentemente me esqueço dos outros.

Envelheço quando penso em ousar e já antevejo o preço que terei que pagar pelo acto, mesmo que os factos insistam em me contrariar.

Envelheço quando tenho a oportunidade de amar e deixo o coração que se põe a pensar: Será que vale a pena correr o risco de me dar? Será que vai compensar?

Envelheço quando permito que o cansaço e o desalento tomem conta da minha alma que se põe a lamentar.

Envelheço, enfim, quando paro de lutar!

 

publicado por saozinhasimoes às 14:53
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 19 de Março de 2009

CARTA DE UM FILHO

 

 Pai, eu sei que gostarias que houvesse um jeito de fazer-me enxergar a vida através dos teus olhos bem mais experientes, poupando-me de tropeçar pelo caminho.
Eu sei que gostarias de ter as costas mais largas para carregar também os meus fardos, para aliviar-me dos pesos.

Pai, eu sei que às vezes o mundo é cruel e que viver nele pode ser uma árdua tarefa, mas sei também que gostarias de construir um mundo onde só houvesse o melhor para mim e onde o tempo não fosse tão curto para aprendermos a Vida,
onde não houvesse pessoas capazes de ferir-me,
onde eu pudesse apenas brincar de viver.
Eu sei que gostarias de dar-me esse presente.

Pai, eu sei da tristeza que sentes por não poder impedir que eu sofra, que eu fique doente, que abusem de mim, que os perigos me rondem e que a fé se desfaça em meu coração.

Sei das cicatrizes que carregas, provocadas por ferimentos
que já me atingiram no passado.
Sei das tuas angústias e sobressaltos quando algo ameaça o meu tempo presente.
Sei das tuas vontades e ansiedades voltadas para o meu futuro.

Ah, Pai, que maravilhoso futuro gostarias que eu vivesse!
Eu sei disso, Pai.

E por saber tanto, eu lhe peço, ouça-me:
Se dores sofri, maiores elas teriam sido sem a tua presença.
Se em pedras muitas vezes eu tropeço e caio, lembro-me que
 que foste tu quem me  ensinou a levantar.
Se olho para o futuro e sinto medo, ele se vai assim que eu recorro à fé que plantaste em mim.

Agradeço a Deus por te ter escolhido para orientar os meus passos.

Foi contigo que aprendi que quando a jornada se torna difícil
Deus nos toma nos braços.
Obrigado, Pai!


Silvia Schmidt
Do livro Nossas Raízes

 

publicado por saozinhasimoes às 01:57
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 1 de Março de 2007

MUITA GENTE NÃO SABE...

Muita gte não sabe que...

Não se deixa de apaixonar quando se envelhece,

pelo contrário, se envelhece quando se deixa de apaixonar.

 

Muita gente não sabe que...

A morte não chega com a velhice,

mas sim com o esquecimento.

 

Muita gente não sabe que...

Quando um recém-nascido aperta com a sua pequenina mãozinha, pela primeira vez, o dedo do seu pai, o conquistou para sempre.

 

Muita gente não sabe que...

Uma pessoa somente tem o direito de olhar a outra de cima para baixo somente quando for ajudá-la a levantar-se.

 

Muita gente não sabe que...

Se deve despedir das outras pessoas dando-lhe um abraça carinhoso ou um beijo de despedida como se fosse pela última vez.

 

Muita gente não sabe que...

Hoje pode ser a última vez que elas verão as pessoas que ama.

Por isso, não deveriam esperar mais para demonstrar o seu amor por elas.

 

Muita gente não sabe que...

O amanhã é incerto e que nem o velho nem o jovem, nem ninguém têm certeza se o viverá.

 

Muita gente não sabe que...

Um dia se lamentará por não ter tempo para um sorriso, um abraço, um beijo, e que estivera muito ocupada para conceder a alguém uma última palavra amiga ou um último desejo.

 

Muita gente não sabe que...

Se deve dizer: "Sinto muito", "Perdoe-me", "Obrigado", "Por favor", "Bom dia" e muitas outras palavras de gentileza e amor às demais pessoas à sua volta.

 

Muita gente não sabe que...

Ninguém vai se lembrar delas pelos seus pensamentos secretos e, portanto, deveriam pedir ao Criador força e sabedoria para poder expressá-los a todos.

 

Muita gente não sabe que...

O momento para colocar em prática os nossos sonhos é este:

O agora.

O Amanhã poderá ser tarde demais...!

Pense nisso...

 

tags:
publicado por saozinhasimoes às 21:07
link do post | comentar | favorito

.posts recentes

. FELIZ ANO NOVO

. FELIZ NATAL

. NETOS

. FELIZ ANO NOVO

. COMO SE ESCREVE...

. O QUE FAZ O MEDO...

. HÁ MOMENTOS NA VIDA...

. AS BEM-AVENTURANÇAS DO CA...

. FELIZ NATAL

. ILUMINE A SUA VIDA

.arquivos

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.links

.Fevereiro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29